sexta-feira, 22 de novembro de 2013

A nostalgia de Novembro

Hoje acordei cedo,não sei por que,já que estava muito cansada e planejará dormir até a hora do almoço,mas essa plano foi arruinado,então peguei meu cobertor e um livro,me levantei e fui até o sofá da sala,assisti um pouco do jornal,mas era muito cedo para ouvir noticias ruins,então fui para o canal dos desenhos,por que eu ainda gosto deles.
Ao som do desenho animado fui terminando de ler meu livro,até que enfim acabei,o li tão rápido,assim como fazia antigamente,quando não usava a maior parte do meu tempo em frente ao computador,indo a lugares idiotas,ou me lamentando comigo mesma.
E mas tarde,nós arrumamos a casa juntas como fazíamos antigamente,fizemos as camas embaladas por algumas lembranças que iam surgindo em nossa mente e não conseguíamos guardar para nós mesmas,tínhamos que falar em voz alta,e a assim a casa se encheu de gargalhadas jovens.
Tomei meu café da manhã como se ele fosse o ultimo café da manhã do mundo,sem me importar com calorias,dietas,ou meu corpo,assim como fazia antigamente.
Nós quebramos pratos,corremos,cantamos,e bagunçamos tudo ao redor.
Começamos a jogar vólei,as mesmas três partidas de quando eramos crianças,na verdade não pode ser considerado vólei,já que nós só tínhamos uma regra e continuamos tendo a mesma.Como sempre perdi todas as partidas e até uma a mais que decidimos jogar para que eu não ficasse chateada,mas eu não fiquei e nunca ficaria chateada.
Tentamos assistir filmes,fizemos pipoca,suco,e algumas outras coisinhas,mas não deu muito certo,assim como nunca deu.
E apenas por hoje,eu estava feliz por completa,não me importei de ficar toda suada e com ao cabelo bagunçado e nem de as coisas terem saindo o oposto do que era esperado,mas estávamos juntas de novo e o dia inteiro foi como nos velho tempos.
Antes das idas ao shoppings,ao cinema,aos parques,antes de eu me tocar que o mundo era maior que os limites do meu bairro.
Antes das complicações de tudo ser mais intenso,mas forte,e infinitamente mais difícil.
Antes de eu não ter  mais tempo pra ler,pra assistir filmes,e pra fazer bagunça.
Antes de me apaixonar e de quebrar a cara.
Antes das brigas,das lágrimas,e dos gritos silenciosos.
Antes de aprender oque era adeus,oque era o odeio,e oque era esse tal de eu te amo.
Antes de descobrir o lado bom e ruim da vida.
Antes de eu ter vontade de transformar todos os sentimentos em palavras.
ANTES,em uma época em que se tinha menos erros,e não tinha os olhos marejados.O coração não ficava constantemente apertado,e a vida era mais fácil.
Já fui muito melhor do que sou hoje,as com certeza você não sabe disso.
Oque me faz parar e pensar,chega!de ficar no passado,e chega!de apresar o futuro,que tal focar no agora,seria ótimo não?
E com isso me desvio do abraço da velha nostalgia de Novembro.

4 comentários:

  1. Gente ,como existem textos tão perfeitos?Ou melhor ,escritoras tão perfeitas?hahaha amei o texto! http://atuandoemparis.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. owww obrigado Júh,ess foi eleito o melhor comentário de todos hehehe.

      Eliminar
  2. Que perfeição esse Texto *-*
    Seguindo segue de volta??
    #Retribui coméntario? #Retribuo todos de volta!! :)
    Beijos

    http://pensamentos-de-1-girl.blogspot.com/

    ResponderEliminar