sexta-feira, 28 de março de 2014

Adivinha?,eu não me importo!

 
 A uns tempos atrás eu era o tipo perfeito de garota,sem um histórico ruim,várias amizades,sem segredos ou coisas pra me envergonhar de ter feito.As coisas mudaram,o tempo passou,eu tropecei,cai,e me arrebentei no chão,cometi tantos erros,e sobre alguns eu ainda não me sinto preparada pra falar,agora tenho um dos piores históricos entre meus amigos e conhecidos,desfiz amizades ótimas e fiz muitas ruins,tenho tantos segredos que de alguns eu nem me lembro,e ainda fico vermelha quando me lembram de alguns atitudes minhas.
E pra cada uma das idiotices que fiz eu tinha uma plateia,vai por mim as coisas ruins que você fizer NUNCA ficaram em segredo,as pessoas(sabe-se lá como)sempre dão um jeito de descobrir.
Droga!,muitas pessoas assistiram aos meus shows e eu deveria estar envergonhada agora.
Perai!...envergonhada coisa nenhuma!!!
Adivinha?eu não me importo com o que você pensa,não mais.
Acontece que a uns tempo atrás aquela garota se calava diante de qualquer situação,ficava no seu canto pra evitar discussões,não fazia muito barulho pra não chamar atenção,e não ria abertamente pra não passar por ridículo...aquela garota não vivia.
Hoje eu estou aqui,com a cabeça levantada, peito inflado e batendo de frente com o que der e vier.
Não me importo mais com algumas coisas,minhas perspectivas mudaram.Se eu tiver de entrar numa briga que seja então,se eu tiver que deixar de lado um relacionamento é uma pena mas o farei,e se eu tiver de chorar na frente de todos eu choro baldes e ainda faço minhas cenas.
Adoro contar sobre meu mal histórico para as pessoas,e meus erros ainda estão aqui,só me acompanhando,pois eles não me assustam mais.
E quanto ao ridículo?...ai está a melhor parte,os momentos de ridículo são os momentos mais engraçados e felizes que já passei na vida,aqueles momentos que viraram história pra contar,nem me importo muito de passar vergonha pra arrancar boas risadas,não é nenhum sacrifício se a recompensa é rir até faltar o ar.
O fato é que de lá pra cá passei por muita coisa,de boas a ruins,e o meu publico só foi aumentando.Você sabe não é?, quanto pior a situação for,mais pessoas haverão pra registra-la.Eu e fiquei com isso na cabeça por um tempo,vontade de ir pra um lugar onde ninguém me conhecesse,e começar do zero...errado!(momento em que você ouve aquele barulho de que algo está incorreto),eu tinha de ficar aqui e aprender a viver com meus erros e defeitos,afinal podemos fugir de tudo menos de nós mesmos.
Eu sinceramente não me importo mais,você me acha doida,agressiva,otária,feia,retardada,chorona,ridícula,lesada,fria,depressiva ou idiota?,ótimo então,se eu fosse você guardaria isso pra si mesmo pois falar pra mim não vai gerar o efeito que você queria,saiba que a minha indiferença é maior do que você ou qualquer pessoa nesse mundo pode pensar.
Anota ai,quem vai passar por todos os malditos medos,vai cometer os tais erros e vai cair várias vezes(tudo isso é inevitável)vai ser você,e se alguém tem que achar alguma coisa da sua pessoa é você mesmo.
E eu?...continuo aqui,aguardando o que estiver por vir e sem me importar com o que pensam sobre mim.

6 comentários:

  1. Isso aí, tem que viver sua vida e ter histórias pra contar, sem se importar com os outros. www.alemdolookdodia.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente Gabi,quer coisa melhor que ter boas histórias para contar? hahaha

      Eliminar
  2. Gostei do texto, é bem isso! Porque se você importa com os outros não vive mesmo!
    Tem que mudar isso! parabéns pelo post, bacana!

    www.universopraticofeminino.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado Sabrina :)
      (o texto é meio antiguinho, a falta de pontuação é perceptível hahaha)
      Beijos ♥

      Eliminar