sábado, 1 de março de 2014

O lado negro da escola e tudo mais

Tumblr_m4p3qbrji51qjzvcco1_500_large
Ok,talvez você me ache alienada mas só esse ano conheci o blog Conspirantes,da Amanda Montt,mas assim que o conheci ele imediatamente se tornou um dos meus blogs preferidos.E como sempre assim que me apaixono por um blog fico horas lendo os post dele,e dentre tantos posts legais(sério,são bons de mais,ela fala sobre tudo,tem desde de diy até assuntos polêmicos,mas no geral todos são muito criativos),e dentre tantos posts eu encontrei esse que expressou muito bem oque penso,nele ela fala sobre oque aprendemos na escola,e oque vamos levar pra vida,será que o ensino que recebemos nos prepara realmente para alguma coisa?(e a parte com a qual eu mais concordei foi a que diz que a escola fod* com a nossa criatividade).E é um dos melhor textos que já li(não só porque eu odeio a escola),então eu não poderia deixar de compartilhar com vocês,mas tirem suas próprias conclusões:

"O ser humano se difere dos outros animais pela sua fome de saber". É isso que dizem para justificar a quantidade de matérias que nos dão. Mais de dez anos recebendo letras, regras, números e esboços que são estudados e revisados até serem usados para uma prova específica que vai definir o resto de sua vida. Depois evapora mais rápido que álcool fervido. Afinal, ninguém se importa com a clivagem, com a potenciação, com a solubilidade de bases e a revolução francesa. Não sei se essa primeira frase é real, mas não é de conhecimento que temos fome. Ou até temos, mas sempre de uma curiosidade específica. Aquilo que realmente te interessa.
Escolas (em geral) desestimulam a criatividade, incentiva a competitividade e a humilhação, ainda mais quando se trata de 'obediência' e o relacionamento entre determinados coleguinhas que não aprenderam o que é 'educação'. Respeito? Só se você for padronizado. Quantas escolas não proíbem tal corte de cabelo, tal tintura, piercings...? A 'melhor desculpa' que já ouvi para justificar atitudes do tipo foi 'esse é o tratamento que o mundo irá te dar e você deve se acostumar desde jovem'. Ah, sim. Agora entendi. Estou conformada agora, muito obrigada.
Queria realmente aprender coisas funcionais. Úteis. Você termina sua vida de estudante, 'pronto para enfrentar a fase adulta' com o 'conhecimento inútil' morrendo aos poucos e sem saber o que é respeito, como cozinhar, cuidar de suas contas, escolher sua profissão. Pode ter ganhado uma bolsa em Harvard, mas não sabe nem lavar a própria roupa, preencher um cheque ou escolher móveis para sua casa. Essas coisas se aprende em casa? Então o que estou fazendo na escola? Fora que nunca vi uma fiscalização para checar se os pais ensinaram os filhos a encerar o chão.
Depois de quinze anos ouvindo em quatro línguas diferentes sobre matérias que você tem certeza de que não vão ser úteis quando tiver que alimentar um filho, você apenas dispensa o que sempre quis dispensar, mas foi obrigado a decorar para algumas várias provas. Quer formar cidadãos independentes mas não dá autonomia sequer para escolher suas aulas. Apenas faz uma leve pressão para decidir o resto de sua vida antes de completar 18 anos, só isso. Mas temos algumas limitações básicas. Desenhista? Músico? Designer? Não. A escola cria médicos, advogados, empresários. É isso que dá dinheiro. É isso o que dá futuro. Ser músico é uma ilusão. Pintor ou morre de fome ou se mata. Você precisa engolir livros para entrar em uma faculdade normal, passar um tempo como estagiário e escolher um emprego de gente normal. É um processo obrigatório, a não ser que queira ser garçom, lixeiro, manicure. São ideias fracas fixadas em um ponto alto demais, disseminadas pelo maior número de cabeças possíveis. Se falhar nessa ambição, você é um fracassado. Um pobre coitado que vai passar o resto da sua vida tentando pagar o aluguel do apartamento em dia. Gentil assim. Mal sabem que o sucesso na vida não está na sua renda ou no tamanho da sua casa. 
Não estou dizendo que não deviam existir escolas, mas não concorda que todo esse sistema já é um bocado ultrapassado? Quem estuda, estuda para a prova e fim. Quer tirar a prova? Pergunte para os seus pais, tios, primos já formados alguma coisa relacionado ao que está estudando.
O que você acha que devia mudar?

5 comentários:

  1. Acho que o texto disse muito do que eu penso. Os professores dizem que tudo que vamos aprender na escola, vamos usar no nosso dia a dia, mas, não acho que mais para frente eu vá comprar 7x8%4-8 de pão.

    Também concordei bastante com a parte que fala que a escola desestimulam a criatividade, pois agente passa tantos e tantos anos estudandos que até perde a criativida, as ideias que agente tinha. Sem contar que eles proibem tudo né ? Acho que eles deveriam nos preparar de verdade pro futuro.

    Bejos,
    http://briilhonoolhar.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso mesmo Julia,se eu disser isso em publico muita gente vai pensar que é um ponto de vista ignorantes mas eu realmente acredito que a gente não vá usar na vida boa parte do que aprendemos na escola.A escola também acaba um pouquinho com alguns de nossos sonhos,muita gente quer ser cantor,músico,pintor...enfim um artista e a escola faz parecer que só se pode ganhar na vida se for médico,advogado,engenheiro,etc.
      Enfim adorei seu comentário.
      Beijos.

      Eliminar
  2. Super concordo, a escola tem muito que rever a forma de ensinar. Nem os professores estão preparados para dar aulas pros alunos de hoje em dia... tosco!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos de sair um pouco do passado né?,e rever muitas coisas :)

      Eliminar
  3. Seguindo ,passa por gentileza l[a no meu blogue e segue ,bju
    http://s37corre.blogspot.pt

    ResponderEliminar