terça-feira, 24 de junho de 2014

Viver o agora,exatamente agora

''E se o único jeito de realmente se livrar de uma coisa for enfrenta-la até o fim?Assumir os pequenos erros e as grandes consequências.Para de ficar pensando e procurando respostas para perguntas que,no fim das contas,nem precisam ser feitas.E se o único jeito de não durar para sempre for viver o agora exatamente agora?Queria saber.''(Bruna Vieira-Depois dos Quinze,quando tudo começou a mudar).

Talvez um dia a gente tome jeito,e decida de uma vez por todas onde quer viver,no passado,no futuro,ou no agora.
Acho que sempre vivi entre dois.Passado e futuro sempre me mataram de uma maneira que só eles sabem.Sempre angustiada com o desconhecido,perguntando as pessoas o que elas esperavam de seu próprio futuro,para que de alguma maneira eu descobrisse algo sobre o meu.Sonhando alto demais e se frustando muito.Querendo que alguém aparece-se e tomasse as rédeas da minha vida,para assim me livrar da culpa de qualquer decisão errada.Ridículo,simplesmente medíocre,eu sei.
O passado?,me assombrava mais do que qualquer monstro,ou fantasma(e acredite,eu sou a pessoa mais medrosa que você poderia conhecer).O coração apertava só de me lembrar de antigos erros,angustiada frequentemente,por atos que ninguém se lembrava,e de uma antiga eu,tão diferente,que não diriam que somos a mesma pessoa.Ninguem se lembra mais,todos já superaram,então por que me preocupar?
Deixar as feridas abertas me parecia mais fácil,pois já tinha me acostumado de tal maneira com a dor,que parecia até ter se tornado minha amiga.
Nos pequenos intervalos que eu mesma permitia me dar dessa loucura toda,vinha a paz,que eu sempre achei não gostar muito de mim.
Mas em um daqueles passeios de carro para a cidade grande,que sempre me dão
muito tempo sozinha com minha mente,pra minha sorte ou azar(90% de chance de ser azar),me cansei de tudo isso,mas claramente,me revoltei contra essa idiotice toda.
Somos tão jovens,e isso tudo é tão passageiro.
Reconsiderei de novo,e acho que só preciso de um tempo pra ser feliz.Não conheço a sua escolha,mas eu fico com o agora.
Acho que pela primeira vez,o que passou,realmente passou.Passado é passado,as coisas mudaram,e ficar alimentando as tristezas passadas faz um mal danado a alma.
E o futuro esta lá,esperando por mim,vai vir de mansinho de forma que eu nem vou vê-lo chegar.Só tenho uma certeza,ele não vai ser como eu planejei,nada vai ser,então dessa forma eu me desfaço agora de meus planos.
Viver o agora me parece muito mais empolgante.Se existe um momento melhor para cometer todos os erros da juventude,fazer e desfazer ótimas amizades,se rebelar sem motivo algum(tipico haha),chorar até achar que não vai mais parar,descobrir seus gostos,pagar os piores micos,ser impulsivo,e tantas outras coisas que parecem sem importância agora mas uma dia farão falta(ok,eu só tenho 14,mas falo como gente de 30,eu sei disso),tudo sem pensar nas consequências...me conte agora,mas eu ainda acredito no presente com todas as minhas forças.
Vamos correr atras do nosso sonhos agora,esperar por o futuro me parece cansativo demais,e eu nunca tive paciência pra esperar.Nós podemos fazer as coisas acontecerem,e tudo isso,nesse momento,basta querermos!
A partir desse momento,começo um ciclo novo,mesmo que com poucas diferenças,porem,não estou mais divida,vivo o presente,o momento,o agora,e estou amando isso! 

Sem comentários:

Enviar um comentário