terça-feira, 9 de junho de 2015

Resenha de Filme: Insurgente

A algumas semanas eu fui ao cinema assistir o novo filme da série Divergente. Na verdade nem esperava conseguir assisti-lo, foi pura sorte, aquele devia ser o ultimo dia em que o filme estaria em cartaz. E são tantas as coisas que eu amei em Insurgente, que nem sei começar essa resenha direito. Mas primeiro, vamos a sinopse né?

Sinopse: Tris (Shailene Woodley) e Quatro (Theo James) agora são fugitivos e procurados por Jeanine Matthews (Kate Winslet), líder da Erudição. Em busca de respostas e assombrados por prévias escolhas, o casal enfrentará inimagináveis desafios enquanto tentam descobrir a verdade sobre o mundo em que vivem.

Ah, só mais uma coisinha, eu quase sempre solto SPOILER! Então a leitura dessa resenha fica a seu critério.
O começo do filme nos lembra daquilo que nós já sabíamos: a tal Chicago futurista é dividida em 5 facções (Amizade, Erudição, Audácia, Abnegação e Franqueza). Porem, existem pessoas que se encaixam em todas elas, e estes são chamados de Divergentes. Janine (Kate Winslet) lider da Erudição, enxerga os tais divergentes como ameaças a sociedade em que vivem, e decide extermina-los. No primeiro filme isso não dá muito certo, mas ela segue persistente com a ideia nessa continuação.

Dessa vez Janine descobriu um certo artefato (ta duro tentar não passar spoiler haha) que promete ser a solução pra todos os problemas da sociedade. Mas pra descobrir o que existe no interior dele, ela precisa de algum Divergente capaz de passar por uma série de provas para abri-lo.
A maior parte do filme se resume em fuga. Tris e Quatro não fazem nada alem de fugir e lutar, muito! Aliás, a personagem da Tris evolui bastante, agora ela esta corajosa e confiante, porem, um tanto quanto descontrolada, a cada frase dita que a desagrada ela parte pra cima (amo muito essas cenas). Em certo ponto do filme você não tem mais certeza se gosta da personagem ou a odeia. Mas dá pra entender né? O filme faz questão de deixar claro que a maneira com a qual ela começa a agir é resultado da culpa que sente por todos que morreram por ela (incluindo seus pais).

Também temos personagens novos nesse filme, como a mãe do Quatro e vários sem facção. Porem, já adianto que alguns personagens já conhecidos são na verdade uns trairás.

Insurgente tem mais ação do que eu esperava. Geralmente não se vê tanta ação assim em filmes teen, mas esse me surpreendeu, a ponto de eu não conseguir piscar, pois perderia alguma coisa. Quem gosta de lutas, explosões, armas e coisas desse gênero vai adorar (até eu que detesto filmes de ação gostei ♥).

O final é EXTREMAMENTE SURPREENDENTE sem exageros. É um desfecho bom, e te deixa com vontade de assistir logo ao segundo filme.
 Trailer do filme:
Pronto, espero que eu tenha passado o minimo de spoiler possível. Lembrando que essa resenha é o ponto de vista de uma amante do filmes, e não dos livros, já que não li nenhum da série pra comparar. 

Espero que tenham gostado (sei que sou péssima em resenhas, mas eu tento). E assistam a esse filme que eu amei de coração e super indico. E pra quem quiser ver a resenha de Divergente que eu fiz ano passado é só clicar aqui.

Beijão ♥

2 comentários:

  1. E a vontade de assistir esse filme, mana? Demais! Tenho certeza absoluta que vai ser muito diferente do livro (assim como todas as adaptações são), mas o.k., porque a Shailene e o Theo mandam muuuuito bem! <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não li nenhum dos livros dessa saga, por isso não entendo as criticas do povo, e acho todas as adaptações maravilhosas haha. Mas muitas pessoas que eu conheço não curtiram muito a sequencia.

      Eliminar