quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

O Feminismo na Internet

Uma das minhas resoluções de 2017 aqui pro blog é escrever sobre mais assuntos relevantes. Não que eu não ame o conteúdo que produzo, mas acho importante dar um espaço maior a temas não totalmente relacionados com a minha vida pessoal. E hoje começo a cumprir esse objetivo, falando sobre uma das questões que mais considero importantes nos tempos atuais: o Feminismo.

Creio eu que sempre tive um lado feminista, mas só comecei a me denominar assim no ano passado. Desde então venho, de certa forma, ''estudando'' o assunto e tentando compreender essa luta ao máximo. Claro, o Feminismo sempre vai ter como base a ideia de igualdade de gênero, mas na realidade tem muito mais coisa envolvida. A um tempo atrás eu não havia nem ouvido falar sobre feminicidio, sororidade ou mansplaining, e foram alguns veículos maravilhosos na internet que me proporcionaram esse conhecimento. Essa minha procura por conteúdo relacionado ao movimento se deve ao fato de eu acreditar que reconhecer a importância do Feminismo já é algo incrível, mas estuda-lo para entender o que de fato ele é e para ter propriedade para propaga-lo é ainda melhor.

Por isso, nesse post eu resolvi apresentar pra vocês alguns dos meios mais legais da internet para conhecer o Feminismo e, se você já é feminista, compreende-lo ainda mais. São blogs, canais e contas no Instagram que sempre me mantem informada e me fazem refletir sobre a nossa realidade.
O @filhasdefrida é um perfil administrado por 4 manas no Instagram. Sempre vejo muitos textos de empoderação e referências de amor próprio por lá. Eles me fazem refletir sobre a importância de nos colocarmos em primeiro lugar e cuidarmos umas das outras (por que essa história de rivalidade entre mulheres já deu né?). É um espaço na internet que espalha muita coisa positiva e merece o seu follow. Além do IG, também tem página no Facebook.
A Jout Jout dispensa apresentações né? Se você não conhece essa moça (em que caverna você morava?) trate de segui-la já! Ela não só tem um jeito muito único e divertido para falar sobre assuntos tabus em seu canal, como também sabe dizer a verdade na lata. Adoro a forma simples com a qual ela discute temas que a maioria das pessoas ''mistifica'' e evita falar em publico. Além de Feminismo, a moça também aborda inúmeros outros temas (menos sérios) presentes no cotidiano de todo mundo.
O @feministasgm é um perfil no Instagram que faz a gente pensar sobre aqueles valores que a sociedade cultiva a um tempão, mas no final da contas não fazem muito sentido. Também é bom pra entender como a politica e a religião muitas vezes interferem no movimento, e impedem o progresso dos objetivos dessa luta. Além de apoiar a causa LGBT e defender o respeito a qualquer opção sexual.
O Think Olga é um blog com conteúdo incrível, que deu origem a campanhas como a ''Chega de Fiu Fiu'' e ''Entrevista uma Mulher''. É maravilhosa a forma como ele incentiva mulheres a serem fortes e independentes. Os textos postados lá trazem questionamentos importantes e os projetos que surgem desse espaço virtual são inspiradores (exemplo disso é o OLGA Mentoring - Escola de líderes). Sugiro muito que vocês visitem o ''Dicionario Aurélia'' (que obviamente surgiu do Think Olga). Um dicionário ilustrado com mulheres referência na luta pela igualdade de gêneros. 
O insta @feminiismo compartilha muitas noticias que são a razão de o Feminismo existir. A maioria delas faz o meu coração apertar, mas acho bom que as manas se mantenham informadas sobre o que acontece com outras mulheres pelo nosso país (mesmo que os casos de injustiça sejam inúmeros e revoltantes) para criarem ainda mais força pra lutar.

O Escreva Lola Escreva também dispensa apresentações. É provavelmente o maior blog sobre Feminismo no Brasil e o primeiro com o qual tive contato quando quis me informar melhor sobre a causa. Infelizmente sempre vejo muito ódio nos comentários de lá (gente que faz meu estômago embrulhar). Apesar de vários (como eu) gostarem do trabalho da Lola, ela também atraiu a atenção de seres que não concordam com suas idéias (não concordam com a ideia de justiça, melhor dizendo) e tentam constantemente atacar o blog. Apesar disso, vale muito a pena ler os textos dessa professora da UFC, pois garanto que eles irão abrir sua mente. 

Aliás, ela também discute política, literatura, cinema e um montão de outros assuntos. Sem falar que abre espaço para que leitoras contém suas histórias, fazendo com que muitas de nós nos identifiquemos com as mesmas situações. 

Pra finalizar eu queria indicar uma youtuber e blogueira que conheci recentemente. A estudante de jornalismo Victoria Ferreira é uma graça de pessoa e volta e meia aparece explicando algo que eu ainda não sabisobre o Feminismo. Foi com ela que aprendi que o movimento possui várias vertentes e a diferença entre igualdade e equidade. Seus videos são quase uma aulinha repleta de conhecimento.
Se vocês conhecem algum cantinho na Internet que também discute o Feminismo não deixem de me indicar! E se curtirem algum desses perfis, blogs ou canais empoderadores me contem nos comentários também :) Espero que esse seja o primeiro de uma série de posts que vai espalhar muito aprendizado aqui no blog!
Um beijão ♥

2 comentários:

  1. É impressionante o tanto de conteúdo e informação que a gente acha na internet e a força que diversos movimentos (lindos) vem tomando <3

    www.manualdagarota-blog.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Impressionante e incrível! Torço pra que esses movimentos tão bonitos continuem criando força e mudando a perspectiva das pessoas :)

      Eliminar